Tivi São Lourenço, 10 de dezembro de 2019
Segurança

Corpos de dois dos trigêmeos que se afogaram em rio são velados no Paraná

Trigêmeos, de 13 anos, e um homem, de 47 anos, se afogaram em uma prainha no Rio Paraná, em Mundo Novo, no Mato Grosso do Sul. Corpo de uma adolescente é procurado pelos bombeiros.

Por G1/PR

Atualizado em 02/12/2019 | 11:21:00

Os corpos de dois dos trigêmeos que morreram afogados no Rio Paraná, em Mundo Novo, no Mato Grosso do Sul, foram sepultados em Alto Piquiri, no noroeste do Paraná, nesta segunda-feira (2). O corpo da terceira adolescente ainda não foi encontrado pelos bombeiros.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, os trigêmeos, que tinham 13 anos, um homem, de 47 anos, e o filho dele, um garoto de 14 anos, passeavam pelo Rio Paraná no sábado (30) quando uma das jovens se afastou do grupo.

A garota afundou no rio e, na tentativa de resgatá-la, os outros dois irmãos foram puxados e acabaram se afogando também.

As outras duas pessoas que estavam junto tentaram ajudar os trigêmeos, mas também acabaram afundando. O garoto de 14 anos foi resgatado por pessoas que passeavam em uma embarcação, mas o pai dele morreu afogado.

O corpo de Marcos Roberto de Campos, de 47 anos, morador de Guaíra, foi sepultado no cemitério municipal de Guaíra às 9h desta segunda-feira.

Os trigêmeos, duas meninas e um menino, moravam em Alto Piquiri com a família. Os dois corpos localizados pelos bombeiros foram velados no Centro de Convivência dos Idosos e sepultados no cemitério municipal.

Em homenagem às vítimas, o colégio estadual Manoel Bandeira, onde os irmãos estudavam, suspendeu as aulas nesta segunda-feira, e o prefeito decretou luto oficial de três dias.

NOTÍCIAS RELACIONADAS