• Leia mais notícias de SOCIAL
Três empresas rurais associadas à Caslo recebem Prêmio Empreendedor Rural Cooperativista
Adicionada: 09/05/2019
 



Na avaliação do coordenador dos programas de qualidade na Caslo, Gleison Roberto da Silva, a premiação é o reconhecimento do trabalho e comprometimento das empresas rurais com a qualidade. 



No último final de semana, em Chapecó, 50 empresas rurais foram reconhecidas com o Prêmio Empreendedor Rural Cooperativista por terem adotado práticas que melhoram a qualidade de vida e a renda, aumentando a produtividade e reduzindo custos. Dos premiados, três são associados da Cooperativa Agropecuária São Lourenço (Caslo) – Roberto Fedrigo, Claudecir Scapini e Itacir Graciolli. Ambos receberam a premiação com suas famílias.  Os produtores premiados participam do programa “Encadeamento Produtivo: Aurora Alimentos – Sebrae/SC: suínos, aves e leite”. O evento integrou as atividades festivas do aniversário de 50 anos da Aurora.

 

A premiação levou em conta critérios como liderança, estratégia, relacionamento com consumidores, com o meio ambiente, com colaboradores da propriedade e com os demais empresários rurais na prática do cooperativismo, informações e conhecimento, execução e acompanhamento das atividades diárias, além de resultados e ganhos da propriedade. No total, 316 propriedades rurais participaram. Destas, foram selecionadas e visitadas 100 e 50 foram premiadas.

 

Na avaliação do coordenador dos programas de qualidade na Caslo, Gleison Roberto da Silva, a premiação é o reconhecimento do trabalho e comprometimento das empresas rurais com a qualidade. “Sair da rotina, mudar processos e alinhar a propriedade com as demandas do mercado são decisões difíceis, pois tira o empresário rural da zona de conforto”, disse ele explicando que foi isso que os premiados fizeram ao participarem dos programas de qualidade oferecidos pela cooperativa. “É uma forma também de incentivar as demais empresas rurais a participarem dos programas e brigarem pela premiação”, disse ele observando que além de receber a honraria, o trabalho garante melhorias e resultados na propriedade.

 

Segundo o coordenador dos programas de qualidade na Caslo, todo esse trabalho é baseado nos princípios do cooperativismo, especialmente o quinto – que trata da educação, formação e informação –, sexto – que fala da intercooperação – e sétimo – que trata do interesse pela comunidade. “Nós entendemos que havendo a melhoria da propriedade, o sistema cooperativista de forma geral também evolui e o consumir recebe um produto com qualidade”, observa.

 

Lembrando que o Oeste é referência em algumas atividades agropecuárias, o presidente da Caslo, Valentim Casagrande de Macedo, disse que a qualidade precisa acompanhar o crescimento da produtividade. “Essa premiação mostra que os empresários rurais estão preocupados e comprometidos com isso, porém, é preciso avançar”, frisou ele emendando que através da cooperativa e entidades parceiras como Sebrae, Aurora, Senar e Sescoop, há muita informação e formação a disposição do empresário rural.

 

 

Agradecimento

 

Um dos premiados, Claudecir Scapini, disse que é uma honra ser reconhecido em meio a tantos associados. “Ficamos felizes em receber o troféu, mas também fortalecidos e motivamos para dar continuidade ao trabalho”, disse ele incentivando outras famílias a participarem dos programas de qualidade total rural. “Se houver o convite, agarre e participe, pois é a oportunidade de transformar a empresa rural”, finaliza ele. 

 

 

Encadeamento produtivo

 

Em 2018 o programa completou 20 anos e é reconhecido como um dos maiores instrumentos de qualificação no campo. O programa contabiliza mais de 1.500 grupos, 24 mil propriedades beneficiadas e 42 mil participantes. A iniciativa é promovida pela Cooperativa Central Aurora Alimentos e suas cooperativas filiadas e conta com o apoio do Sebrae/SC, Senar/SC, Sescoop, prefeituras, Sicoob e Sicredi.



Fonte: Marcelo Coan - Foto: Assessoria
 

Versão para impressãoVersão para impressão
 


-----...*As opiniões expressas nos comentários não condizem, necessariamente, com a opinião do grupo editorial do "Portal TiviNet" e estes são de responsabilidade de seus idealizadores.