• Leia mais notícias de GERAIS
Cena de faroeste no interior de Chapecó resulta em condenação pelo júri popular
Adicionada: 07/05/2019
 



Os homens pertenciam a famílias que mantinham relacionamento hostil de longa data.



Réu confesso, o homem que matou seu desafeto com um tiro no peito na noite de 7 de agosto de 2015, no distrito de Marechal Bormann, em Chapecó, foi condenado na última sexta-feira (3/5) à pena de oito anos de reclusão, em regime semiaberto: seis anos por homicídio qualificado pelo emprego de recurso que dificultou a defesa da vítima e dois anos por porte e posse ilegais de arma de fogo.

 

Os homens pertenciam a famílias que mantinham relacionamento hostil de longa data. No dia do crime, ambos jogavam baralho no interior de um bar quando um clima de desconfiança mútua se instalou na mesa. Ao ver seu desafeto mexer na cintura, o réu acreditou que seria baleado e antes disso sacou de sua arma e atirou no peito da vítima. Não lhe foi concedido o direito de recorrer em liberdade.



Fonte: TJSC - Foto: Divulgação
 

Versão para impressãoVersão para impressão
 


-----...*As opiniões expressas nos comentários não condizem, necessariamente, com a opinião do grupo editorial do "Portal TiviNet" e estes são de responsabilidade de seus idealizadores.