• Leia mais notícias de POLÍTICA
Maduro anuncia fechamento total de fronteira terrestre da Venezuela com o Brasil
Adicionada: 21/02/2019
 



A determinação vem às vésperas de uma mobilização nacional, liderada pelo autodeclarado presidente interino Juan Guaidó, para obter ajuda humanitária 



O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou nesta quinta-feira (21) o fechamento total da fronteira terrestre com o Brasil. O mandatário venezuelano fez o anúncio em uma reunião com o alto comando militar do país em Fuerte Tiúna, na capital Caracas.

 

— Eu decidi, no sul da Venezuela, que a partir das 20h (21h de Brasília) deste 21 de fevereiro, fica fechada total e completamente, até novo aviso, a fronteira terrestre com o Brasil — afirmou o presidente.

 

A determinação vem às vésperas de uma mobilização liderada pelo autodeclarado presidente interino Juan Guaidó, líder da Assembleia Nacional, para obter ajuda humanitária de outros países — inclusive o Brasil. Maduro rechaça essa ajuda, afirmando se tratar de uma "esmola".

 

O Brasil, que vai instalar um centro de aprovisionamento no Estado fronteiriço de Roraima, prepara uma operação para fornecer ajuda humanitária em "cooperação com o governo dos Estados Unidos", disse em Brasília o porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros. 

 

No próximo sábado (23), apoiadores do autodeclarado presidente da Venezuela Juan Guaidó, líder da Assembleia Nacional, e do presidente Nicolás Maduro vão fazer um duelo musical nas fronteiras do país. 

 

Enquanto apoiadores de Guaidó organizam o "Venezuela Aid Live" para arrecadar US$ 100 milhões em ajuda humanitária, na cidade de Cúcuta, na Colômbia, apoiadores chavistas armam o "Hands off Venezuela" (Tirem as mãos da Venezuela), com atrações ainda não confirmadas. 

 

O show oposicionista contará com artistas do porte dos espanhóis Alejandro Sanz e Miguel Bosé, o dominicano Juan Luis Guerra, os colombianos Carlos Vives e Juanes, e o porto-riquenho Luis Fonsi. Ainda não foram anunciadas as atrações do show chavista.



Fonte: AFP | Foto: AFP
 

Versão para impressãoVersão para impressão
 


-----...*As opiniões expressas nos comentários não condizem, necessariamente, com a opinião do grupo editorial do "Portal TiviNet" e estes são de responsabilidade de seus idealizadores.