• Leia mais notícias de MEU PET
Viaje, mas não deixe seu pet sozinho; saiba por quê
Adicionada: 21/01/2019
 



Solidão pode causar agressividade, mutilações e ansiedade de separação



Você trabalhou duro o ano inteiro e sem dúvida merece um descanso. E fazer uma viagem parece ser uma excelente dica para aliviar o estresse. Mas o que fazer com o seu pet, se o local para onde vai não permite animais?

 

Atualmente existem muitas opções, como hotéis e creches para cachorro. Porém, algumas pessoas ainda deixam os pets sozinhos em casa. Mesmo que seja apenas por um fim de semana, a solidão pode ser danosa para os bichinhos. "Eles gostam e evoluíram para viver em grupo. Por isso, a solidão para os cães pode ser problemática", garante a veterinária Liziè Buss, integrante da Comissão de Bem-Estar Animal.

 

Os cachorros que não socializam podem apresentar problemas relacionadas à agressividade com outros animais ou pessoas, ansiedade de separação, pânico e mutilações. O agravamento dos sintomas exige tratamento medicamentoso. "São situações que interferem na qualidade de vida da família e da comunidade, que muitas vezes se deparam com cães que uivam e choram o dia inteiro ou tentam fugir", ressalta Liziè Buss.

 

A veterinária alerta que manter os animais em isolamento, impedindo que possam criar vínculos emocionais, ou negligenciar necessidades básicas são considerados maus-tratos. Você sabe identificar quando um animal é vítima? O artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais (nº 9.605/98) considera crime as práticas de abuso, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos, nativos ou exóticos.

 


Cuidados com os cães

 

Ao escolher um hotel ou creche para cachorro, procure referências sobre o estabelecimento e a opinião, inclusive na internet, de pessoas que já utilizaram o serviço. Alguns locais oferecem câmeras de circuito interno para que o tutor acompanhe todos os passos do bichinho.

 

Se o cachorro ficar sob os cuidados de alguém, indique brincadeiras e jogos de enriquecimento ambiental. Assim, o pet ficará ocupado nos períodos em que ficar sozinho, reduzindo a ansiedade. "Os animais gostam de trabalhar pelo alimento. Passeios, caminhadas e brincadeiras antes de sair também são muito recomendados", enfatiza Liziè Buss.

 

Outra dica valiosa e que serve para qualquer dia do ano: procure o serviço de um adestrador comportamental para seu pet. Em muitos casos, problemas emocionais como tristeza e agressividade podem ser resolvidos com ajuda desses profissionais.



Fonte: Terra | Foto: Reprodução
 

Versão para impressãoVersão para impressão
 


-----...*As opiniões expressas nos comentários não condizem, necessariamente, com a opinião do grupo editorial do "Portal TiviNet" e estes são de responsabilidade de seus idealizadores.